III Ciclo de estudos: A Conquista e a Colonização da América portuguesa

May 29, 2018

título: O recôncavo baiano (sociedade e produção do açúcar) e a conquista e colonização de Sergipe del Rey.

16 a 17 de junho de 2018

 

 

Membros da coordenação do evento.

 

Coordenador geral:  Antônio Lindvaldo Sousa (DOCENTE – GPCIR - DHI/ PROHIST/ 

 

Coordenador Adjunto: Professor Dr. Claudefranklin Monteiro Santos – UFS/GPCIR

 

Professor Dr. Fabricio Lyrio – Universidade Federal do Recôncavo Baiano - UFRB

 

Professora Dra. Maria de Deus Manso – CICP. Universidade de Évora/ PT/GPCIR

 

Josineide Luciano Almeida Santos Mestranda em História pela UFS/ GPCIR

 

Comissão cientifica

Professora Dra. Maria de Deus Manso – CICP. Universidade de Évora/ PT/GPCIR

 

Professor Dr. Claudefranklin Monteiro Santos – UFS/GPCIR/PROHIST

 

Professora Dra Grayce Mayer Bonfim Souza- professora/Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

/ Departamento de História)

 

Professora Dra Joceneide Cunha dos Santos - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/GPCIR

 

Professor Dr. Lúcio Manuel Rocha de Sousa - Universidade de Estudos Estrangeiros de Tóquio

 

Professor Dr Joseph Abraham Levi - Universidade Georg Washington

 

Professora Dra Janaína Mello -Universidade Federal de Sergipe.

 

Professora Dra Edna Maria Matos Antonio – Universidade Federal de Sergipe/ PROHIST

 

Maria Leonor García da Cruz - Professora e Investigadora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

 

 

Resumo

 

Este evento  será realizado na cidade de Cachoeira e arredores (lugares onde existiram engenhos), localizada no Recôncavo baiano, região produtora de cana-de-açúcar nos séculos XVI ao XVIII, pertencente a capitania da Bahia, no império português. Além da visita técnica ao centro histórico de Cachoeira (igrejas, engenhos e outras edificações), realizaremos três palestras e uma mesa-redonda sobre a história e a memória dessa localidade, nos domónios do império portguês e a inter-relação com a conquista e colonização de Sergipe. Os produtores da cana-de-açúcar no Recôncavo tinham interesse na ocupação das terras para além do Rio Real e, sobretudo, escravizar os índios, tornando-se mão-de-obra na produção do açúcar.

Iremos alugar um ônibus e será dividido entre os participantes do evento. Estes (os integrantes) também teráo despesas com a diária  (uma) na pousada e sua alimentação nos dois dias do evento (16 de 17 de junho).

 

Introdução/justificativa.

 

Esse evento faz parte das atividades de extensão do GPCIR (Grupo de pesquisa Culturas, Identidade e Religiosidades), do CICP (Centro de Investigação em Ciência Política ), visando promover mais conhecido sobre o império portugês na sua diversidade. O evento procura fazer com que o participante compreenda aspectos da  história de Sergipe del Rey na sua relaçãi com a Capitania da Baiha de Todos os Santos, no tempo do Império português. Objetiva-se, vale resaltar,  estabelecer uma correlação entre a história sergipana com a baiana e, ao mesmo tempo, identificar as mesmas como parte da história da América portuguesa.

 

Neste ciclo priorizaremos visitar a cidade de Cachoeira e arredores, pertencente ao Recôncavo Bahia, capitania da Bahia de Todos os Santos. Área fortemente voltada para a produção de cana-de-açúcar, principal riqueza nos séculos XVI ao XVIII, na fase do primeiro ciclo açucareiro.  

 

Essa região tem forte ligação com a história de Sergipe. Os senhores de engenhos tinham interesse na conquista e a colonização do Norte da Capitania da Bahia de Todos os Santos. Sergipe del Rey, banhado pelo rio Real, é uma região que se enquadrava nesse interesse desses senhores agricultores. Havia o desejo de ocupar Sergipe e escravizar os seus primeiros habitantes, tornando-se mão de obra no fabrico do açúcar. Mas não somente isto, a inter-relação social entre proprietários de terras se estende nas múltimas inter-relações de casamentos, expansão dos dominios familarias, etc...

 

Visitar essas localidades, portanto, tem tudo a ver com a história de Sergipe.  O participante terá em logo palestras e a visita a esses lugares, contribuindo para aumento o conhecimento sobre o passado.

 

O evento é gratuito. O participante deverá pagar a sua passagem de ônibus, a hospedagem e a alimentação. Entre em contato com o coordenador do evento, prof. dr. Antonio L Sousa, via e-mail (entempo-hotmail.com) para saber do valor e mais informações. 

 

 RALIZAÇÃO

 

 

 

 

APOIO

 

 

PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA DA UFS

 

 

 

 

 

 

 

CENTRO DE INVESTIGAÇÃO EM CIENCIA POLITICA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© GPCIR/CNPq/UFS  by  Proudly created with wix.com/ Antonio L Sousa/ entempo@hotmail.com

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon