I Colóquio Internacional do GPCIR A Companhia de Jesus no Império português: Da criação até a primeira extinção

December 24, 2017

 

 

 

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

 

UNIVERSIDADE DE ÉVORA

 

PROHIST – Programa de Pós-Graduação em História da UFS.

 

GPCIR - GRUPO DE PESQUISA CULTURAS, IDENTIDADES E RELIGIOSIDADES

 

 

 

 

25 a 27 de janeiro de 2018

 

Local: Auditório da Didática VI - Campus prof. José Aloísio de Campos - Universidade Federal de Sergipe - Brasil. 

 

 

 

 

 

Apresentação

 

Este evento internacional colabora com os estudos sobre religiosidades no império português, principalmente na temática sobre os primeiros anos de atuação da companhia de Jesus até a fase da primeira expulsão dessa companhia no mundo português.

 

A reflexão sobre a atuação dos padres da companhia de Jesus, nos anos iniciais do mundo moderno, contribui para alargar a percepção de como se processou os domínios lusitanos na América e no oriente. Muitos estudiosos têm se dedicado a apreender a importância do papel dos portugueses no mundo moderno, a sua contribuição no “encontro” das culturas diferentes do modo de ser europeu, dos conflitos dentro do próprio cristianismo, da descoberta de novos produtos comerciais, da redefinição do papel do Estado e do avanço do conhecimento, da ciência.

 

Outra reflexão importante sobre os jesuítas é a primeira expulsão deles do mundo português. Mais de duzentos e cinquenta anos depois, esses padres dessa companhia, sujeitos importantes da construção do mundo português, vale ressaltar, foram presos e deportados para Lisboa e depois (alguns) para Roma. A reflexão sobre esse tempo de expulsão, nos leva a identificar um outro modo do fazer cultural dos portugueses no mundo moderno, da compreensão da fomentação de novas ideias mais ligadas aos valores liberais, do papel do Estado, do desenvolvimento do capitalismo, da valorização da propriedade, da expansão agricultura, da ciência, e, sem sombra de dúvidas, do lugar da religião cristã (principalmente a Igreja Católica) no mundo moderno no limiar do final do século XVIII.

 

Ambos os tempos devem ser entendidos levando também em consideração um olha atento aos sujeitos envolvidos. Eles, imbricados nas suas relações sociais, representações, interesses e de poder, contribuíram às especificidades históricas. O contexto histórico torna-se mais rico de apreensão quando se está atento a um olhar sobre as práticas e as representações diferenciadas dos sujeitos inseridos no (e para o) mundo. Diversos sujeitos jesuítas, por exemplo, atuaram em determinada região e particularizaram o processo de ser jesuíta, do cristianismo, do mundo português.

 

O conteúdo a ser transmitido neste evento tenta abarcar essa reflexão sobre esses dois momentos acima citados.

 

A realização do mesmo, é, em parte, decorrência do estudo de pós-doutoramento, realizado pelo coordenador deste evento (prof. dr. Antonio Lindvaldo Sousa), entre novembro de 2016 e novembro de 2017, na UFF (Universidade Federal de Sergipe) e na Universidade de Évora. O mesmo considera importante o tema proposto porque dar continuidade aos outros eventos já realizados pelo grupo de pesquisa GPCIR- culturas, identidades e religiosidades/ CNPq/UFS.

 

O GPCIR completou vinte anos de atividades na UFS e, durante esse tempo todo, tem contribuído na fomentação das discussões sobre a diversidade cultural, as construções das identidades  e, sobretudo, nos debates da temática das religiões e religiosidades nos domínios da História. Eventos científicos e culturas, lançamentos de livros, projetos de pesquisa e extensão, orientações de trabalhos acadêmicos (graduação e pós-graduação) tem sido promovidos por esse grupo.  O professor Dr. Antonio Lindvaldo Sousa é o líder e o professor Dr. Claudefranklin Monteiro Santos é o vice-líder. A maioria dos integrantes da comissão de organização desse evento faz parte do GPCIR. Outros membros também estão na comissão cientifica.

 

Presentation

 

This international event collaborates with the studies on religiosity in the Portuguese Empire, mainly in the thematic about the first years of the company of Jesus until the phase of the first expulsion of this company in the Portuguese world.

The reflection on the actions of the priests of the company of Jesus, in the early years of the modern world, contributes to broaden the perception of how the Lusitanians domains were processed in America and in the east. Many scholars have been dedicated to grasping the importance of the role of the Portuguese in the modern world, their contribution to the "meeting" of different cultures of the European way of being, the conflicts within Christianity itself, the discovery of new commercial products, redefinition of the role of the State and the advancement of knowledge, of science.

 

Another important reflection on the Jesuits is their first expulsion from the Portuguese world. More than 250 years later, these priests of this company, important subjects of the construction of the Portuguese world, are worth pointing out, were arrested and deported to Lisbon and then (some) to Rome. The reflection on this time of expulsion leads us to identify another way of the cultural making of the Portuguese in the modern world, the understanding of the fomentation of new ideas more linked to liberal values, the role of the State, the development of capitalism, the appreciation of property, the expansion of agriculture, science, and, without a doubt, the place of the Christian religion (mainly the Catholic Church) in the modern world on the threshold of the late 18th century.

Both times must be understood taking also into consideration one looks attentive to the subjects involved. They, interwoven in their social relations, representations, interests and power, contributed to the historical specificities. The historical context becomes richer of apprehension when one is attentive to a look at the practices and the different representations of the subjects entered in the (and for the) world. Several Jesuit subjects, for example, acted in a particular region and particularizaram the process of being a Jesuit, of Christianity, of the Portuguese world.

The content to be transmitted in this event tries to encompass this reflection on these two moments cited above.

 

The realization of the same, is partly due to the study of doctoral, carried out by the Coordinator of this event (Prof. Dr. Antonio Lindvaldo Sousa), between November 2016 and November 2017, in the UFF (Federal University of Sergipe) and at the University of Évora. The same considers important the theme proposed because it continues the other events already carried out by the research group GPCIR-cultures, identities and religiosity/CNPq/UFS.

The GPCIR has completed twenty years of activities in UFS and, during all this time, has contributed to the fomentation of discussions on cultural diversity, the construction of identities and, above all, in the debates on the thematic of religions and religiosity in the fields of history. Scientific events and cultures, book launches, research and extension projects, academic work guidelines (undergraduate and graduate) have been promoted by this group.  Professor Dr. Antonio Lindvaldo Sousa is the leader and Professor Dr. George Monteiro Santos is the leader. Most of the members of the organizing committee of this event are part of the GPCIR. Other members are also on the Scientific Committee.

 

Presentación

 

Este evento internacional colabora con los estudios sobre la religiosidad en el imperio portugués, principalmente en la temática sobre los primeros años de la compañía de Jesús hasta la fase de la primera expulsión de esta empresa en el mundo portugués.

La reflexión sobre las acciones de los sacerdotes de la compañía de Jesús, en los primeros años del mundo moderno, contribuye a ampliar la percepción de cómo los dominios de los Lusitanias fueron procesados en América y en el este. Muchos eruditos se han dedicado a comprender la importancia del papel de los portugueses en el mundo moderno, su contribución al "encuentro" de las diferentes culturas de la forma europea de ser, los conflictos dentro del cristianismo mismo, el descubrimiento de nuevos productos comerciales, redefinición del papel del estado y el adelanto del conocimiento, de la ciencia.

 

Otra reflexión importante sobre los jesuitas es su primera expulsión del mundo portugués. Más de 250 años después, estos sacerdotes de esta empresa, importantes temas de la construcción del mundo Portugués, merecen ser detenidos y deportados a Lisboa y luego (algunos) a Roma. La reflexión sobre este tiempo de expulsión nos lleva a identificar otra forma de la creación cultural de los portugueses en el mundo moderno, la comprensión del fomento de nuevas ideas más ligadas a los valores liberales, el papel del estado, el desarrollo del capitalismo, la apreciación de la propiedad, la expansión de la agricultura, la ciencia, y, sin duda, el lugar de la religión cristiana (principalmente la iglesia católica) en el mundo moderno en el umbral de finales del siglo XVIII.

Ambas veces se debe entender tomando también en consideración uno mira atento a los temas implicados. Ellos, entrelazados en sus relaciones sociales, representaciones, intereses y poder, contribuyeron a las especificidades históricas. El contexto histórico se vuelve más rico de aprehensión cuando uno está atento a una mirada a las prácticas y a las diferentes representaciones de los sujetos ingresados en el (y para el) mundo. Varios jesuitas, por ejemplo, actuaron en una región particular y particularizaram el proceso de ser un jesuita, de cristianismo, del mundo portugués.

El contenido que se transmitirá en este evento intentará abarcar esta reflexión sobre estos dos momentos citados anteriormente.

La realización del mismo, se debe en parte al estudio de doctorado, realizado por el Coordinador de este evento (Prof. Dr. Antonio Lindvaldo Sousa), entre el 2016 de noviembre y el 2017 de noviembre, en el Uff (Universidad Federal de Sergipe) y en la Universidad de Évora. Lo mismo considera importante el tema propuesto porque continúa con los demás eventos ya realizados por el grupo de investigación GPCIR-culturas, identidades y religiosidad/CNPq/UFS.

El GPCIR ha completado veinte años de actividades en UFS y, durante todo este tiempo, ha contribuido al fomento de debates sobre la diversidad cultural, la construcción de identidades y, sobre todo, en los debates sobre la temática de las religiones y la religiosidad en los campos de la historia. Eventos y culturas científicas, lanzamientos de libros, proyectos de investigación y extensión, pautas de trabajo académico (Licenciatura y posgrado) han sido promovidos por este grupo.  El profesor Dr. Antonio Lindvaldo Sousa es el líder y el profesor Dr. George Monteiro Santos es el líder. La mayoría de los miembros del Comité Organizador de este evento son parte de la GPCIR. Otros miembros también están en el Comité científico.

 

 

 

Metodologia

 

O Colóquio internacional será composto de conferência de abertura e encerramento; uma mesa –redonda, uma viagem de estudo (lugares que pertenceram aos jesuítas em Sergipe) e atividades culturais. Abrirá espaço para as comunicações livres na temática Religiosidades na História (Não precisa ser exclusivamente sobre os jesuítas ou tomando somente como corte temporal o tempo colonial)

 

Methodology

The International colloquium will be composed of an opening and closing conference; A roundtable, a study trip (places that belonged to the Jesuits in Sergipe) and cultural activities. It will open up space for free communications in the religious themes in history (it does not need to be exclusively about the Jesuits or taking only as temporal court the colonial time)

 

Metodología

El Coloquio Internacional estará compuesto por una conferencia de apertura y clausura; Una mesa redonda, un viaje de estudio (lugares que pertenecían a los jesuitas en Sergipe) y actividades culturales. Abrirá el espacio para las comunicaciones libres en los temas religiosos en historia (no necesita ser exclusivamente sobre los jesuits o tomar solamente como corte temporal la época colonial)

PROGRAMAÇÃO

 

25 a 27 de janeiro de 2018

 

 

25 de janeiro -quinta-feira 

 

Das 14h:00 as 18:00h

 

Credenciamento

 

Gt livre – Religiosidades e História - Coordenação prof. João Everton da Cruz - Didática VI - Campus São Cristóvão - Universidade Federal de Sergipe

 

 

Das 19h:00 às 22:00h

 

Abertura do evento - didática VI - campus de São Cristóvão - UFS

 

Atividades artísticas.

 

Voz de Ygo Araújo Ferreira;

Voz e violão de  Maíra Carvalho Figueiredo

 

Solenidade de Pré-Lançamento da revista do GPCIR e de DVDS contendo jornais digitalizados da imprensa cristã e laicos do século XIX e parte do século XX.

Ato comemorativo dos 20 anos do GPCIR - fala do prof. dr. vice-líder do GPCIR - Claudefranklin Monteiro Santos

 

Conferência: Os jesuítas no mundo português com a Professora Dra. Maria de Deus Beites Manso  (Universidade de Évora- Portugal).

 

 

26 de janeiro – sexta-feira

 

 

Das 19h:00 às 22:00 h - didática VI - campus de São Cristóvão - UFS

 

Mesa-redonda: Jesuítas no mundo Português e a trama da expulsão dos mesmos

 

Componentes: 

 

Professora Dra. Maria de Deus Manso (Universidade de Évora) ;

Professor Dr. Antônio Lindvaldo Sousa (UFS);

Professor Dr. Fabrício Lyrio Santos ( Universidade Federal do Recôncavo da Bahia );

Professora doutora Ane Luise Silva Mecenas Santos.

 

27 de janeiro - sábado

 

Das 8h:00 às 19:00 h

 

Viagem de estudo - visita técnica algumas edificações que pertenceram aos jesuítas em Sergipe (Tejupeba; Santa Luzia e Geru)

Encerramento na igreja dos Jesuítas em Geru.

 

A viagem de estudo poderá ser feita via duas opões. O inscrito opta por ir por conta própria, via seu carro (ou carona com outro inscrito), ou de ônibus que a organização irá fretar. Quem deseja esta última opção tem que entrar em contato com o coordenador para reservar seu lugar e pagar a passagem (mande e-mail para entempo@hotmail.com). O valor da passagem custa 35,00

 

 

Organização

 

Coordenador geral.

 

Prof. Dr. Antônio Lindvaldo Sousa (GPCIR - DHI/ PROHIST – Universidade Federal de Sergipe - Br)

 

 

Comissão cientifica:

 

Professor Dr.Antônio Lindvaldo Sousa (GPCIR - DHI/ PROHIST – Universidade Federal de Sergipe - Br)

 

Professora Dra. Maria de Deus Manso – CICP. Universidade de Évora/ PT

 

 

Professor Dr. Ângelo Adriano Faria de Assis- Universidade Federal de Viçosa

 

Professor Mestre Antônio Samarone –UFS- Departamento de Medicina

 

Professor Dr. Claudefranklin Monteiro Santos –  departamento de História da UFS

 

Professora Dra. Edilece Couto – Departamento de História da UFBA

 

Professor Dr. Emilio Luque Azcona- Departamento de História da América, Universidade de Sevilha (é professor de História do Brasil

 

Professor Dr. Jérri Roberto Marin –  departamento de História da UFMS

 

Professor Dr. Johnni Langer -Departamento de História da Universidade Federal da Paraíba

 

Professor Dr.Jonatas Silva Menezes – do departamento de Ciências Sociais da UFS

 

Professor Dr. Joseph Abraham Levi – da Universidade George Washington

 

Professora Dra. Leonor Diaz de Seabra - Universidade de Macau (China)

 

Professor Dr. Lúcio de Sousa – Universidade de Estudos Estrangeiros de Tóquio:

 

Professora Dra Mihoko Oka –  Universidade de Tóquio

 

Professora Dra. Suzana Maria de Sousa Santos Severs- Departamento de História da Uneb - Universidade do Estado da Bahia

 

Timothy Joel Coates- Departamento de História da  College of Charleston

 

 

Comissão Organizadora:

 

Prof. Dr. Antônio Lindvaldo Sousa (GPCIR - DHI/ PROHIST – Universidade Federal de Sergipe - Br)

 

Professora Dra. Maria de Deus Manso – CICP. Universidade de Évora/ PT

 

Professor Dr. Claudefranklin Monteiro Santos – UFS/Vice-líder/ GPCIR

 

Professor Dr. Bruno Álvaro –UFS/coordenador da pós-História/ PROHIST

 

Professora/Doutoranda Tatiane Oliveira Cunha / UNIRIO/GPCIR

 

Professor Mestre Aquilino José de Brito Neto /GPCIR

 

Professor  Mestre Márcio Gomes de Santana Matos História PROHIST/UFS/GPCIR

 

Professora Mestre Suelayne Oliveira Andrade -PROHIST/UFS/ GPCIR

 

Mestranda Ernania Santana Santos PROHIST/UFS/ GPCIR

 

Mestranda Josineide Luciano –/PROHIST/UFS/GPCIR

 

Mestranda Mayra Ferreira Barretoa / UFS/ GPCIR

 

Mestranda Barbara Barbosa PROHIST/UFS/GPCIR

 

Nerita Carvalho Figueiredo- /UFS/ GPCIR

 

Victor Menezes Galdino Silva- /UFS/ GPCIR

 

 

Equipe Editorial

 

Prof. Dr.Antonio Lindvaldo Sousa - UFS

 

Prof. Dr. Claudefranklin Monteiro Santos – UFS

 

Profa. Dra.Carla Eugenia Caldas Barros – UFS


Professora Dra. Maria de Deus Manso – CICP. Universidade de Évora/ PT

 

 

 

Normas para submissão e apresentação de trabalhos

 

Chamada para apresentação de trabalhos no evento “I Colóquio Internacional do GPCIR: A Companhia de Jesus no Império português:

 

Da criação até à primeira extinção que ocorrerá entre os dias 25 a 27 de janeiro de 2018 em Aracaju- Sergipe- Brasil, como parte das comemorações dos 20 anos do grupo de pesquisa “Culturas, Identidades e Religiosidades” - GPCIR, cadastrado no CNPq, lotado no Departamento de História da UFS.

 

Este evento internacional colabora com os estudos sobre religiosidades no império português, principalmente na temática sobre os primeiros anos de atuação da companhia de Jesus até a fase da primeira expulsão dessa companhia no mundo português. Também abre  espaços para o GT livre religiosidades no campo da História.

 

A inscrição será gratuita, pelo SIGAA,  e o evento ocorrerá no auditório da didática VI na UFS – campus de São Cristóvão. Terá uma viagem de estudos no sábado, 27 de janeiro, a alguns lugares que foram dos jesuítas em Sergipe. Quem deseja ir essa viagem o valor é 35,00. Somente existem 40 (quarenta) lugares no ônibus. Inscrição para a viagem será via e-mail entempo@hotmail.com

 

 

Proposta de comunicação

 

Cada trabalho inscrito (na temática das religiosidades na História. Não precisa ser exclusivamente sobre os jesuítas ou tomando somente como corte temporal o tempo colonial) poderá contar com até dois/duas autores/as, sendo que ambos/as deverão estar inscritos/as no evento no SIGAA como participantes do evento como um todo. Cada autor/a poderá enviar uma única proposta de trabalho para o e-mail entempo@hotmail.com.

 

As propostas de comunicação serão avaliadas e aprovadas pelo coordenador geral do evento (ou um dos integrantes da comissão editorial do evento) pelo método Double Blind Review. A avaliação dos trabalhos obedecerá aos seguintes critérios: Relevância e pertinência do trabalho para a área de história e religiosidades; Riqueza conceitual na formulação dos problemas; Consistência e rigor na abordagem teórico-metodológica e na argumentação; Interlocução com a produção da área; Originalidade e contribuição para as áreas de história e áreas temáticas do evento. As comunicações devem ser enviadas em forma de RESUMO EXPANDIDO até o dia 15 de janeiro de 2018 para o e-mail: entempo@hotmail.com contendo os seguintes elementos:

 

-Mencionar o nome do GT – Livre -Religiosidades na História no assunto do e-mail

 

-Enviar um Resumo Expandido formato Word (letras Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples, contendo entre 3000 a 4000 mil caracteres - Uma página e meia é suficiente), o  texto deverá ser formatado para um tamanho de página A-4, com margens superior, inferior, esquerda e direita de 2,5 cm,  com esses dados:

 

*Título da comunicação em português , inglês e espanhol.

 

*Nome(s) completo(s) dos/as autoras da comunicação

 

* palavras-chaves (três a cinco) em português , inglês e espanhol. Separadas por PONTO.

 

*Titulação acadêmica

 

*Vínculo institucional

 

*E-mail de contato

 

# Número de identificação da Plataforma Orcid  ( www.orcid.org)

 

* Número de documentos (RG, CPF, RNE ou Passaporte)

 

* Número do telefone e endereço completo

 

 Esse Resumo Expandido também deverá conter introdução, metodologia, resultados, considerações finais e referências. Favor mandar via e-mail (entempo@hotmail.com) no ato da inscrição no GT livre religiosidades na História.  

 

CALENDÁRIO

 

-Inscrição para participar do evento: até 25 de janeiro de 2018 ou até o preenchimento das vagas.

 

-Inscrição de comunicações  (com resumo expandido) em GT-LIVRE Religiosidades na História: até 15 de janeiro de 2018 (mudada para 19 de janeiro) 

 

-Aprovação de trabalhos até 20 de janeiro de 2018

 

- Apresentação dos trabalhos 25 (ou 26) de janeiro de 2018 .

 

- Os trabalhos aprovados serão publicados nos Anais do evento, na plataforma SEER da UFS.

 

 

CERTIFICADO

 

-Inscrever-se no evento através do SIGAA/ UFS Selecione o seguinte endereço:

 

https://www.sigaa.ufs.br/sigaa/public/extensao/paginaListaPeriodosInscricoesAtividadesPublico.jsf;jsessionid=95EF5213D93467B6513EF93D6C7FBE3D.bicudo1)

 

As inscrições para apresentação de trabalho deve ser via e-mail:

entempo@hotmail.com

 

Nesse e-mail deve constar:

mencionar o nome GT- LIVRE Religiosidades na História e enviar seus dados:

 

Veja as especificações citadas acima. 

 

 

 

 REALIZAÇÃO

 

 

 

 

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Universidade de Évora/ PT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PROHIST – Programa de Pós-Graduação em História da UFS.                      

 

 

 

 

 

 

Grupo de Pesquisa “Culturas, Identidades e Religiosidades” – GPCIR/CNPq/UFS

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© GPCIR/CNPq/UFS  by  Proudly created with wix.com/ Antonio L Sousa/ entempo@hotmail.com

  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon